sábado, 11 de fevereiro de 2017

Carinhos

Entre os teus braços, este momento é da gente,
Tudo o que resta não importa , estamos sozinhos,
Chegou a hora de nos entregarmos docemente,
Momentos de pura paixão e, longos mimos.
*
Abraçados no nosso próprio mundo do eterno amar,
Ninguém entra, senão os nossos carinhos,
Arfando, deixando a nossa noite sem ar,
Matando a saudade aos pinguinhos.
*
Nosso momento é de intensa extasia e prazer,
O mar invade os nossos corpos velozmente,
Deixando os peixinhos a morrer,
Da sede de amor que a gente sente.
*
Cristina Maria Ivens-11/02/2017

Sem comentários: