quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Assim choveu poesia

Cansada de estar só com um nó no peito,
Um sussurro veio da minha alma vazia,
Escuta! está nascendo poesia...
Deixando o meu coração liquefeito.
*
Um silêncio repentino aconteceu,
Choveram poemas torrencialmente,
Todos cobertos de amor literalmente,
Naquele dia, aonde eu só via breu.
*
Não queria estar mais assim perdida,
Para clarear as estradas da minha vida,
Só pedia que a tempestade não parasse,
*
Entoei poemas cheios de emoção,
Fiz trepidar o meu coração
Para que sua luz, me iluminasse.
*
Cristina Maria Ivens-16/12/2016


Sem comentários: