segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

" A Cabana "

A cabana situava-se entre um arvoredo,
Vivíamos como duas pombas num pombal,
Unidos pela aliança que tínhamos no dedo,
E pelos lençóis da nossa cama de casal.

De manhã, erguia-mo-nos muito cedo,
Com o cantar de um lindo pardal,
Para cuidar da casa, e do nosso enxoval,
E ele lavrar a terra, e podar o vinhedo.

Éramos só nós dois, vai dai um belo dia,
Passou a primavera com muita alegria,
Como quem passa pela primeira vez.

Bateu à porta, entrou, ah! não me lembro bem!
Recordo-me que apenas ouvi a palavra Mãe,
Éramos só nós dois, e passámos a ser três.
*
Cristina Maria Ivens-29/12/2016