quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Factos

Deixei-te um bilhete na estante,
Com o intuito, que o fosses ler,
Mas para ti, nada é importante,
Volto agora, novamente a escrever.

Escrevo, para ver se me entendes,
Já que meus lábios, não sabes ler,
Mesmo assim, não me compreendes,
Então meus beijos, não podes ter.

Fiz as malas, com os teus pertences,
Vai na paz do teu senhor....
Pois a mim , não me convences,
Com as tuas promessas de amor.

Não mostres os teu olhos de mágoa,
Que eu continuo, a dizer que não,
Vai dar banho ao cão,
E lava-te na mesma água.

Ah! outra coisa...
À noite, não quero serenatas,
Cantas bem, mas não me alegras,
Com tuas musicas, não me alvejas,
Só me acordas as baratas.


Cristina Maria Ivens







4 comentários:

Edith Lobato disse...

Uauuuu! Que lindoo!
Parabéns Cristina, eu te admiro e sou sua fã.
Voltarei, já te sigo.
Beijinhos

Cristina Duarte disse...

Obrigada querida Edtih, é uma honra tê-la aqui, no meu espaço, beijinhos.

Cristina Duarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cristina Duarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.