quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Um Vai e Vem

Por vezes,  nem sempre,
Ainda bem que é assim,
Se fosse continuamente,
Depressa chegaria ao fim.
...................................
Tem dias, tem horas, 
Que vem, e fica para durar,
Tem outros dias, outras horas,
Que os momentos são chorar.
..................................
É aquela chuva miudinha,
Que molha sem se ver,
Bem ao fim da tardinha,
Como lágrimas a correr.
..................................
Culpamos o tempo,
Pelas nossas trovoadas,
Ele definha o sentimento,
Como se fossem fortes rajadas.
.................................
São desculpas, de mau pagador,
Bem no fundo, sabemos o porquê!
Dizemos que não é falta de amor,
Só é mesmo parvo, quem não vê.
.................................
Não queremos dar parte de fracos,
Desculpa-mo-nos com as intempéries,
Que velhos, são os trapos,
Chorar, são coisas de mulheres.
.................................
Cristina Maria Ivens-27-10-2016







Sem comentários: