terça-feira, 18 de outubro de 2016

Perto Dos Malmequeres

Ah! como eu gostava....como seria bom!
Poder amar-te de outra cor,
Diferente, de qualquer outro tom,
Semelhante ao nosso, eterno amor.

Embalar-te na vida com desvelo,
Levar-te comigo, roubar os céus,
Que ninguém pudesse vê-lo,
Todo coberto com mil véus.

Queria tirar ao sete estrelo,
A luz que iluminasse o teu olhar,
Poder na noite sempre tê-lo,
Sempre e sempre...mesmo a sonhar.

Talvez até pudesse dar-te mais!
Além do que possas imaginar,
Mergulhar em lindas bolas de cristais,
E poder estar-te sempre a acompanhar.

Sei que a lua está longe mas, mesmo assim,
Morrer juntos podemos sempre... se quiseres!
Ou então, se preferires, no nosso jardim,
Faleceremos perto dos malmequeres.

Cristina Maria Ivens-18/10/2016



Sem comentários: