sábado, 13 de agosto de 2016

Espelhos De Água

Toda aquela esperança que tinhas
na fonte dos teus olhos felizes...
é agora uma chuva miudinha
que vês, ignoras...e nem dizes.

Teus olhos são espelhos de água
pela salga das lágrimas caídas...
duas malgas cravadas de mágoas
contra os muros da vida...sofridas.

Essa tua afeição pela cor preta
da solidão da noite impiedosa
esperando que o brilho de um cometa
te faça lembrar o cheiro de uma rosa.

Afinal... um pouco de esperança te resta!
se aguardas algo que te desperte...
do céu cai sempre uma flecha
que levante o teu corpo inerte.

Cristina Ivens Duarte-13/08/2016


Sem comentários: