sexta-feira, 1 de abril de 2016

Amor de verão


Este amor com cheiro a maresia,
ainda nos vai fazer sofrer,
o inverno espreita a qualquer dia,
escuta bem o que o mar está a dizer.
O amor de verão é passageiro,
o calor trás o desejo ao de cima,
como se fosse um mensageiro,
a ler a nossa própria sina.
Tu vais partir para o Outono,
eu vou esperar pelo inverno,
agora tudo é belo e morno,
mas vais conhecer o inferno.
Tu és do sul, eu sou do norte,
vai ficar o amor em cada ponta,
vamos partir com a pouca sorte,
e a nossa alma vai ficar rota.
Vamos deixar vazar a maré
e levar o nosso destino com ela,
ficar o amor tal como ele é
e dizer-te simplesmente como és bela.
Cristina Ivens Duarte

Sem comentários: