sábado, 12 de março de 2016

Quando se ama

Quando se ama a gente sente
há pólen de amor pelo ar
a pele espirra de sentimento
que deixa o nosso corpo pingar.

Só por amor se adoece
de ver a amada(o) doente
é enfermidade que acontece
é vírus no sangue da gente.

Ama-se a dormir ou acordado
com remela ou cheiro a suor
na troca de beijos tão desejados
fica-se a conhecer o corpo de cor.

Quando se ama a gente sente
o cheirinho a café a chegar à cama
às sete da manhã o amor se põe a pé
para alimentar a sua dama.

Cristina Ivens Duarte





Sem comentários: