domingo, 20 de março de 2016

O milagre

Confinada ao meu humilde quarto escuro
desde os tempos em que eu era uma criança
de minha Mãe herdei uma tragédia
que a cegueira me deixou como herança.

Ao seu colo minha Mãe sempre dizia
minha filha nunca te deixes esmorecer
abre as janelas do teu quarto noite e dia
que a qualquer momento um milagre tu vais ver.

Guardei em mim estas palavras de esperança
do tamanho do sol que só a minha alma sabe
nos meus olhos ainda mora aquela criança
que no coração toda a fé do mundo cabe.

Um certo dia senti-me fragilizada
e senti a minha esperança a fugir
a minha Mãe como um anjo da guarda
me encaminhou ás janelas para sorrir.

Estendi as mãos com o intuito de as tactear
Jesus entrou e gritou "ETERNIDADE"
foi a esperança que me ajudou a levantar
e nos meus olhos aconteceu um milagre.

Cristina Ivens Duarte






Sem comentários: