quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

A pomba

Queria ser pomba e voar
encontrar a felicidade
enviar uma carta
aonde mora a saudade.

Poisar numa nuvem branca
e escrever cartas de amor
enchê-las de esperança
com perfume de flor.

Deixar cair as penas
e aquecer os corações
ficar com uma apenas
para escrever recordações.

Quando estivesse a chover
pendurava-me num beiral
abria a asas e desenhava
a felicidade num postal.

Cristina Ivens Duarte






Sem comentários: