segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Um amor diferente

Suspirei de amor e refresquei a alma
até ao dia em que fui Mãe
agora é fogo, é dor que arde
por um amor que só eu sei.

Um menino encantador
ocupou o seu lugar
repousei do outro amor
porque este me faz sonhar.

É sangue do meu sangue
é carne da minha carne
ainda o sinto no ventre
e o meu útero ainda arde.

Romeu e Julieta
foi história, foi brilho
agora mudei de letra
é poesia para o meu filho.

O antigo amor permanece
só está em banho maria
é um amor que não arrefece
mas primeiro está minha cria.

Cristina Ivens Duarte

Sem comentários: