sábado, 31 de outubro de 2015

Eu vou-me embora um dia



















Eu vou-me embora um dia

Pois, o amor tem coisas assim
nunca acreditas-te em mim
sempre te disse que um dia faria
pensavas que era tudo poesia.
Dizias que ias mudar
fazeres-me mais feliz
em versos te avisava
o nosso amor está por um triz.
Sempre sonhei alto, com um amor
sem percalços, viver assim não queria
era tamanha covardia, perder tempo
com promessas, fiz-te ver que o amor
era feito devagar, mas tu amavas depressa.
Agora vais aprender a ler, o que dizias
ser poesia, acreditar numa mulher quando
ela diz a gritar!
EU VOU-ME EMBORA UM DIA.

Cristina Duarte

Sem comentários: