sábado, 31 de outubro de 2015

A vida é uma chávena de café

















A vida é uma chávena de café

Assim começo o dia
a cafeína me transforma
oh, se não fosse o café
qual seria a minha droga.
A droga da vida
que me faz ressacar
acordar todos dias
e em café mergulhar.
Sem marcas de agulhas
nem mortalhas espalhadas
atravesso a vida com café
é o meu trunfo de espadas.
Oh, vida maldita
porque me atormentas
com os teus dissabores?
Nunca te disse mas acredita
tu e o café
são os meus amores.

Cristina Duarte

1 comentário:

Magda Carvalho disse...

Devias mesmo estar a tomar a tua "droga", pois estavas mesmo inspirada.É de uma sensibibilade e reflexão muito intima e própria da tua personalidade.
Gostei muito.
Da mana Magda